terça-feira, 6 de dezembro de 2016


PEC 241 – PARTE 11


Meus amigos, o Congresso Nacional está analisando e votando a PEC 241, a PEC do Teto dos gastos, que visa recolocar a economia nos trilhos.




“É preciso colocar a economia em ordem. A permanência deste descontrole dos gastos, levará o país ao caos econômico, e não é com populismo barato que vamos resolver problemas econômicos tão complexos.”

Mas existe uma turma querendo sabotar a PEC, adeptos do “quanto pior, melhor”. São os mesmos que foram contra o Plano Real e se opuseram à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Na época da implantação do Plano Real, também como agora, sob a pretensa defesa dos direitos sociais, muitos estão, novamente, tentando manter o país nas trevas.

Em 1994, o hoje ex-presidente Lula, o ex-Ministro da Fazenda Guido Mantega e outros, foram ferrenhos críticos do Plano Real. Plano este que, aplacou a terrível inflação e conferiu estabilidade econômica ao Brasil.

A PEC é essencial para colocar a economia em ordem, pois permanecer com este descontrole dos gastos, levará o país ao caos econômico, e não é com populismo barato que vamos resolver problemas econômicos tão complexos.

Em vários estados, o descontrole dos gastos públicos ameaça as políticas sociais, pois com a economia em queda-livre, os mais atingidos são os mais pobres.

A crise que aí está não vem de pouco tempo e é resultado de muitos erros.

Muito foi tentando pelos governos anteriores de mascarar o real tamanho do buraco fiscal.


Por: Antonio Bulhões

Deputado Federal / PRB-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário