sábado, 15 de outubro de 2016


DIA DO PROFESSOR

Meus amigos,  no dia 15 de outubro, celebra-se o Dia do Professor, de modo que importa prestar justa homenagem a essa nobre categoria de profissionais competentes e dedicados, responsáveis pela formação de milhões de crianças, jovens e adultos no Brasil, desde as etapas iniciais da educação básica até as cátedras de nível superior, da graduação e da pós-graduação.

Embora seja fácil perceber a relevância do ofício de professor, não se lhe confere o devido reconhecimento, o reconhecimento correspondente à grandeza de suas atribuições de ensinar e despertar consciências, de preparar cidadãos capazes de contribuir efetivamente para o desenvolvimento do País.



“É preciso fortalecer a consciência das autoridades competentes e da sociedade acerca da importância do papel do professor e da promoção das condições essenciais para uma educação de qualidade para a população brasileira.”

Os baixos salários pagos aos professores tornam a profissão pouco atrativa. Muitos professores, no Brasil, já abandonaram as salas de aula, preferindo se submeter a concursos públicos em outras áreas e seguir carreiras mais promissoras que o magistério. Outra consequência dessa realidade pode ser identificada na queda da qualidade da educação básica.  Evidentemente, a profissão de professor deve ser mais valorizada, de tal forma que os alunos dos cursos de formação de docentes e os próprios docentes que se interessem em permanecer na carreira de professor sejam urgente e efetivamente estimulados nesse sentido.

A própria Organização Internacional do Trabalho (OIT) já lançou um alerta, expondo que, em razão dos baixos salários, a profissão encontra-se sob “forte ameaça” em vários países emergentes.

A propósito, somos forçados a indagar, por exemplo, sobre o montante de recursos que poderiam servir para resolver os problemas da saúde e da educação e que, no entanto, foram canalizados para a construção de estádios de futebol.

O Plano Nacional de Educação estabelece 20 metas educacionais que o Brasil deverá atingir no prazo de 10 anos. Além do aumento do investimento em educação pública, prevê a ampliação das vagas em creches, a erradicação do analfabetismo e a equiparação da remuneração dos professores com a de outros profissionais com formação superior. Os termos da proposta, observados sob outro ponto de vista, mostram claramente o atraso da educação no Brasil.

Concluo, pois, a presente homenagem ao Dia do Professor, com a expectativa de que se fortaleça e se concretize na prática a consciência das autoridades competentes e da sociedade acerca da importância do papel do professor, bem como da promoção das condições essenciais para se dispor de educação de qualidade em todo o território nacional, visando à superação definitiva das graves desigualdades que afetam a população brasileira.

Por: Antonio Bulhões
Deputado Federal / PRB-SP



Nenhum comentário:

Postar um comentário