quinta-feira, 28 de novembro de 2013

COMBATE A PEDOFILIA


Os danos emocionais e psicológicos sofridos por crianças vítimas de pedofilia podem resultar em graves transtornos psicológicos, de tratamento difícil e de consequências imprevisíveis, que estarão presentes em toda a vida futura dessas crianças.

Esse tipo de violência sexual muitas vezes é praticado por um membro da família ou por pessoas próximas, que se aproveitam da confiança depositada pela criança para agir de forma irresponsável.


Crianças abusadas serão adultos instáveis emocionalmente, muitas vezes incapazes de formar suas próprias famílias e mesmo de encontrar, no trabalho e nos relacionamentos amorosos, satisfação e tranquilidade para lutar por seus ideais. E, nos vínculos afetivos que surgirem ao longo da vida, tenderão a reproduzir, direta ou indiretamente, as angústias e sofrimentos produzidos por atos de pedofilia.

Diante disso, não resta dúvida de que não podemos poupar esforços para coibir a ação de pedófilos no Brasil, permanecendo vigilantes em todas as áreas onde esses crimes costumam acontecer, como é o caso da Internet.

Devemos, também, intensificar o combate à prostituição infantil, essa deformação odiosa que infelizmente acontece em nosso País, sobretudo nas cidades em que tem prosperado o turismo sexual.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013.



quarta-feira, 20 de novembro de 2013

OS DEZ MANDAMENTOS DAS RELAÇÕES HUMANAS:
 


01.  Fale com as pessoas.
02.  Sorria para as pessoas.
03.  Chame as pessoas pelo nome.
04.  Seja amistoso e útil.
05.  Seja cordial.
06.  Mostre interesse genuíno pelas pessoas.
07.  Use elogios generosamente.
08.  Seja atencioso para com os sentimentos dos outros.
09.  Leve em consideração as opiniões de outros.
10.  Esteja alerta para servir aos outros.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013.


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

PURA HIPOCRISIA


Uma matéria da Folha de São Paulo informa que quatro prefeituras do interior de São Paulo somam mais de 500 faltas por dia de servidores públicos.

Em Ribeirão Preto 3,4% dos servidores faltam diariamente ao trabalho por problemas de saúde, contra 1,7% dos servidores de São Carlos.

Será que existe algum problema de saúde em Ribeirão que não afeta tanto São Carlos? Pena que não foi informado o absenteísmo dos trabalhadores da iniciativa privada. Se a mesma proporção ocorrer nas empresas, então estaríamos frente a um problema de saúde pública na região. Mas se ocorrer somente no serviço público...

Uma pesquisa, realizada pela Universidade do Espírito Santo sobre as faltas ao serviço por funcionários públicos, informa que o número de faltas aumenta à medida que o servidor tem mais tempo de serviço. Indica também que, quando o servidor ainda está no estágio probatório, o número de faltas é bem menor.

Quando se depara com esses dados, o espírito cético do conservador aflora. Será que as doenças somente surgem quando o funcionário adquire estabilidade no emprego?


Isso nos remete a um ditado popular sobre o acusador ter um dedo apontado para o outro e três para si próprio.

As pessoas, por força do senso comum, acusam todos os políticos de desonestos, mas, ao mesmo tempo, não explicam as faltas ao trabalho.

Nós conservadores sabemos que há coisas que podem ser mudadas. Acreditamos que possamos com insistência mudar o nosso comportamento social. Se a nossa sociedade procurar ser sempre honesta com a conta do restaurante e não faltando sem justificativa ao trabalho, teremos os representantes formados numa nova cultura social.

Quando a honestidade for natural na sociedade e não um comportamento que mereça destaque nos jornais, teremos a maioria dos políticos como legítimos representantes de um povo honesto.

Mas devemos confiar que a parte da população que é honesta pode contar com dignos políticos da confiança delas, porque ela também tem representante.



Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Segunda-feira, 18 de Novembro de 2013.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

DEUS CONOSCO


É espantoso que, depois de todos os muitos sinais que Deus fez em favor do povo de Israel – a transformação de água em sangue; ataque de rãs, piolhos e moscas; a morte dos rebanhos; doenças; granizo; gafanhotos; trevas; a morte dos primogênitos egípcios; a libertação da escravidão, com o povo levando consigo a prata e o ouro dos egípcios, eles ainda duvidaram de Deus e se rebelaram contra Ele.


Como os filhos de Israel podiam se esquecer de quando atravessaram o Mar Vermelho em terra seca enquanto o exército egípcio atrás deles entrou no mar e se afogou?

Como podiam duvidar de Deus depois de lhes prover alimento diariamente no deserto?

As roupas deles não se gastaram por quarenta anos (Dt 8.4). Como eles podiam não se lembrar das obras de Deus?

Não é que eles não podiam se lembrar; eles escolheram não lembrar.

Eles queriam do jeito deles.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Quarta-feira, 13 de Novembro de 2013.



sexta-feira, 8 de novembro de 2013

AMOR AUTÊNTICO


Talvez a mentira básica de Satanás, dissimulada em todos os seus engodos, é de que as leis de Deus restringirão, limitarão e diminuirão a vida de alguém.

Quantas pessoas aprendem, de forma lamentável, que a verdade é exatamente o contrário. Quando seus corpos já foram enfraquecidos por doenças venéreas, e suas mentes embaralhadas por várias psicoses ou neuroses induzidas pela culpa, descobriram, apenas tarde demais, que se tivessem seguido o caminho de Deus, suas vidas teriam sido enriquecidas e enobrecidas?


O problema é que atualmente temos confundido amor com lascívia, que são quase que antagonicamente opostos. A essência da lascívia é o desejo de obter algo de outra pessoa.

O amor é ao contrário. O princípio do amor que opera no casamento, funciona da seguinte forma: produz um intenso desejo de fazer a vida da outra pessoa a melhor experiência possível.

Você ama seu marido? Sua esposa? Se ama, então você deseja conscientemente a cada dia, tornar a vida dela ou dele a melhor experiência possível, em todas as esferas, em todas as áreas.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Sexta-feira, 08 de Novembro de 2013.


domingo, 3 de novembro de 2013

O BRASIL PRECISA DE ORAÇÃO


Existem incontáveis pessoas que afetam sua vida todos os dias, e, na maioria dos casos, você não conhece pessoalmente e é provável que nunca irá encontrá-las.

Deus nos diz em sua Palavra para orarmos por todos os que estão em cargos de autoridade.


Isso significa orar pelos líderes de nosso país – desde o presidente até senadores, deputados, governadores, prefeitos e vereadores. Ore também pela proteção dos militares, da polícia e dos bombeiros que zelam por sua vida. Ore por seu chefe ou por quem estiver hierarquicamente acima de você. Ore por seu pastor, e pela família dele.

Creio que nossas orações para que nossos líderes sirvam a Deus nunca foram tão necessárias quanto hoje.

Ore por sua cidade ou comunidade.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Domingo, 03 de Novembro de 2013.