terça-feira, 20 de agosto de 2013

HÁBITOS A ADQUIRIR


Um dos meios de aprender a expressar atos de gentileza é observar atos de gentileza.

Normalmente, sobretudo em família, nós os aceitamos sem dar maior atenção. A mãe cozinha, o pai coloca o lixo para fora, e esses importantes atos de gentileza parecem extremamente naturais.

Alguém lava a roupa, esfrega o chão, limpa a casa... Esses atos podem ser automáticos e rotineiros, mas podem ser também a maneira de um cônjuge expressar amor.


Gentileza significa reconhecer e acolher com afeto as necessidades de alguém.

Significa enxergar o valor de cada pessoa que encontramos. É um traço muito mais simples e poderoso do que pensamos, e identifica aqueles que são capazes de amar.

Fazer da gentileza um estilo de vida traz grande satisfação, não apenas para os outros, mas para você mesmo.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Terça, 20 de Agosto de 2013

terça-feira, 6 de agosto de 2013

VIVA A FAMÍLIA!


Os seres humanos não nascem como as plantas, por geração espontânea, e nem como crias de animais. Nem deveríam nascer, como frequentemente acontece, “desgraçadamente”, ao acaso.

Nós, os seres humanos, necessitamos de um pai e de uma mãe que nos chamem à vida, nos acompanhem no crescimento como pessoa, nos eduquem e nos transmitam o legado cultural que eles mesmos também receberam dos seus próprios pais.

Todos nós pertencemos a uma família. E dela recebemos a vida e a satisfação das nossas necessidades materiais e afetivas. É nela onde experimentamos a primeira experiência do amor e da solidariedade.


Por pertencermos a uma família recebemos um sobrenome que é a nossa identidade familiar. Assim, a família nos proporciona laços de parentesco com muitas pessoas.

A família é a maneira como nós, indivíduos, nos identificamos e integramos a sociedade humana.


Por: Bispo Antonio Bulhões

Data: Terça, 06 de Agosto de 2013.