quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013


RENDA DOMICILIAR EM CRESCIMENTO


Dados divulgados pelo IBGE mostram que o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado cresceu.

Isso representa a geração de 408 mil novos postos de trabalho formais em um ano.


O aquecimento do mercado de trabalho reflete o êxito das políticas de incentivo à produção, como a queda na taxa de juros e as desonerações que impulsionaram o consumo e a geração de empregos, independentemente do cenário internacional ainda instável.

O rendimento domiciliar per capita aumentou de 2011 para 2012 em 5,2%.


A média anual do rendimento médio mensal habitualmente recebido no trabalho principal foi estimada em R$ 1.793,96, o que corresponde um crescimento de 4,1% em relação a 2011.

Em 10 anos o poder de compra do rendimento de trabalho aumentou em 27,2%.



Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Quinta, 21 de Fevereiro de 2013.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013


LEI DA PROSTITUIÇÃO


O constante cabo de guerra entre progressistas e conservadores na Câmara dos Deputados ficará ainda mais acirrado este ano, com o avanço dos debates sobre o Projeto 4.211/2012.

A proposta regulamenta a prostituição no Brasil e assegura às profissionais do sexo o direito ao trabalho voluntário e remunerado.


O texto descriminaliza as casas de prostituição e autoriza até mesmo a cobrança de valores devidos na Justiça, nos casos em que os clientes não pagam o preço combinado.


A prostituta poderia trabalhar como autônoma, coletivamente em cooperativas ou em casa de prostituição – que passariam a ser permitidas.

A polêmica ganhou força quando, em defesa do projeto, o Deputado Jean Wyllys (PSol/RJ) afirmou que 60% dos parlamentares recorriam aos serviços das prostitutas em Brasília.

Além da regulamentação da prostituição, devem ser enfrentados temas como a descriminalização da maconha e da homofobia e o casamento civil igualitário.


MINHA POSIÇÃO.

Minha bandeira é a defesa da dignidade da pessoa humana.

Assim sendo, é necessário ampliar as políticas de inclusão social e a criação de vagas no mercado de trabalho, para dar a todas as pessoas que estão na prostituição por falta de opção, uma oportunidade de viverem dignamente sem a necessidade de venderem seus corpos.


Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Sexta, 15 de Fevereiro de 2013.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013


NOVA LEI SECA


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou uma resolução que acaba com a margem de tolerância para uso do bafômetro e exame de sangue. Assim, o condutor será autuado por qualquer concentração de bebida.

Se o condutor soprar o bafômetro e o aparelho marcar igual ou superior a 0,05 miligramas por litro de ar ele será autuado e responderá por infração gravíssima.


Já nos exames de sangue a tolerância é zero: não será permitida qualquer concentração de álcool.

A penalidade após a autuação é a multa de R$ 1.915,30, recolhimento da habilitação, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além da retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado.

Caso o motorista se negue a fazer o teste do bafômetro, o agente poderá aplicar a autuação administrativa com base em sinais de alteração da capacidade psicomotora.

A resolução também prevê exame de sangue para todos os acidentes com vítimas fatais.



Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Quarta, 06 de Fevereiro de 2013.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013


UNIDADE CONJUGAL


Todos nós sabemos que, no mundo real do casamento, as diferenças têm levado muitos casais à loucura. Certamente não foi isso que Deus planejou para nós. Já que as diferenças fazem parte de nossa humanidade, devemos conjugar todos os esforços necessários para transformar essas diferenças em recursos, e não em obstáculos.


As diferenças podem ser fatais, mas também podem ser maravilhosas. Infelizmente, alguns cônjuges investem todo esforço para tentar mudar o outro e eliminar as diferenças. As diferenças existem para que um complemente o outro e fortaleça a efetividade do casamento.

Às vezes eu me pergunto: Por que Jesus escolheu doze homens com personalidades diferentes para serem seus discípulos? Acredito que Jesus não queria uniformidade, mas unidade. Pois cada um complementava o outro conforme trabalhavam em equipe visando a alcançar os propósitos de Deus.

Da mesma formam há uma grande diferença entre unidade e uniformidade no casamento. Deus deseja que marido e mulher se tornem um, mas não que sejam similares.



Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Sexta, 01 de Fevereiro de 2013