sexta-feira, 18 de janeiro de 2013


FRACASSOS FAMILIARES



Os fracassos no lar surgem em todos os tipos de tamanho, forma e peso. Há os pequenos, chamados enganos, erros ou desatenções: derramar alguma coisa na camisa nova, deixar de levar o lixo para fora, esquecer uma consulta médica ou de pagar a conta de luz.

Há também os pacotes de fracassos meio pesados que magoam um pouco mais profundamente: gritar continuamente com os filhos, promessas não cumpridas, um relacionamento distanciado.

E há finalmente os fracassos embaraçosos e mais pesados que nos deixam esmagados sob seu peso: um divórcio, infidelidade, violência física ou verbal.


O nosso casamento deve ser uma união de duas pessoas que não admitem que qualquer coisa interfira em seu relacionamento. Por isso devemos rapidamente pedir perdão e perdoar da mesma maneira.

Perdoar os outros significa abrir mão do direito de puni-los. Não devemos mais manter nossas acusações contra eles.

O perdão está no centro do Cristianismo.



Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: Sábado, 18 de Janeiro de 2013

2 comentários:

  1. muito bom , sempre me ajuda ler mensagens de fé

    ResponderExcluir
  2. Perfeito!...Ainda ontem meu marido e eu falávamos a respeito desse assunto...que qdo estamos olhando os defeitos um do outro, é como se tivéssemos o direito de ficar punindo...isso as vezes machuca, porisso é importante o diálogo entre os casais, é uma forma de se chegar a um
    acordo,mesmo discordando de algo, e se perdoarem

    ResponderExcluir