sexta-feira, 23 de março de 2012


A BÊNÇÃO DO COMPROMISSO


A profundidade do compromisso que fazemos reciprocamente é o que mantém nosso casamento unido durante os dias difíceis. Se esse compromisso permanece, então ele não será substituído por problemas financeiros, de saúde ou qualquer outro problema que o casamento enfrenta.

Quando nosso compromisso mútuo é maior do que os nossos problemas, estes podem ser solucionados. Mas, se o nosso compromisso é fraco, então mesmo as pequenas dificuldades, desânimos e desilusões nos separam. Se o compromisso é fraco, não lutamos para superar nossos problemas.

Somente porque às vezes as coisas se tornam difíceis, não significa que o casamento está condenado. Recém-casados, na incerteza de um romance, se preocupam com a possibilidade de a primeira briga arruinar seu casamento.


Os casamentos mais felizes não são aqueles com o mínimo de problemas, mas aquele sem que os cônjuges se empenham em resolver juntos seus problemas, sabendo que o compromisso recíproco é maior do que qualquer problema.

Se o compromisso mútuo permanecer forte, nenhuma crise pode abalar a solidez do amor, nenhuma infelicidade pode destruir o alicerce do amor, nenhuma ocasião difícil pode apagar o espírito do amor e seu forte apoio, e nenhuma distância pode diminuir a firmeza e a inabalável fidelidade do amor.

É preciso toda uma vida de amor e lealdade para começar a compreender a profundidade e satisfação que Deus planejou para aqueles que assumem o compromisso de permanecer juntos até que a morte os separe.

 
Por: Bispo Antonio Bulhões
Data: sexta, 23 de Março de 2012 às 15:05

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário